Esqueci minha senha
Ir para o conteúdo - Atalho [T]

IBRAJUS - Instituto Brasileiro de Administração do Sistema Judiciário

Uma das finalidades do IBRAJUS é promover pesquisas que envolvam questões do Poder Judiciário, a fim de detetar situações e auxiliar os Tribunais no aperfeiçoamento dos seus serviços.

« voltar

A presente pesquisa visa avaliar a composição do STJ e a origem de seus Ministros, a fim
de verificar-se a proporção por Estado e Região.

Examina-se o rol de seus Ministros e atribui-se 2 pontos a cada um, divididos em local de
origem (1 ponto) e local da profissão (1 ponto, dividido no caso de haver mais de um),
chegaremos ao seguinte resultado:

STJ: composição e representação regional.

Ministro - Nome Estado Local Pontos
1 Aldir G. Passarinho Júnior RJ DF RJ 1,0; DF 1,0
2 Arnaldo Lima MG MG-RJ MG 1,5; RJ 0,5
3 Ari Pargendler RS RS RS: 2,0
4 Castro Meira BA SE-PE BA 1,0; SE 0,5; PE 0,5
5 César Rocha CE CE CE: 2,0
6 Denise Martins Arruda PR PR PR 2,0
7 Eliana Cargo Calmon BA BA-DF BA: 1,5; DF 0,5
8 Fátima Andrighi RS RS-DF RS 1,0; DF: 1,0
9 Felix Fischer --- RJ-PR PR:1,0
10 Fernando Gonçalves MG MG-DF MG1,0, DF 1,0
11 Francisco Falcão PE PE PE 2,0
12 Gilson Dipp RS RS RS 2,0
13 Hamilton Carvalhido RJ RJ RJ 2,0
14 Herman Benjamin PB SP PB 1,0; SP 1,0
15 Humberto G. Barros AL DF AL:1,0;DF 1,0
16 Humberto Martins AL AL AL 2,0
17 João Noronha MG MG MG 2,0
18 Jorge Mussi SC SC SC 2,0
19 José Delgado RN RN-PE RN 1,5; PE 0,5
20 Laurita Vaz GO GO-DF GO 1,5; DF 0,5
21 Luiz Fux RJ RJ RJ 2,0
22 Maria A. Moura SP SP SP 2,0
23 Massami Uyeda SP SP SP: 2,0
24 Napoleão Maia Fº CE CE-PE CE 1,5; PE 0,5
25 Nilson Naves MG SP-DF SC: 2,0
26 Paulo Gallotti SC SC MG,1,0, SP 0,5. DF 0,5
27 Paulo Medina MG MG MG: 2,0
28 Sidnei Beneti SP SP SP 2,0
29 Teori Zavaski SC SC–RS SC 1,0 RS 1,0
Nota: O Ministro Felix Fischer é naturalizado


O exame da pontuação revela que os estados estão representados da seguinte forma:
Acre: 0;
Alagoas: 3,0;
Amazonas: 0;
Amapá: 0;
Bahia: 2,0;
Ceará: 2;
Distrito Federal: 5,5;
Espírito Santo: 0;
Goiás: 1,5;
Maranhão: 0;
Mato Grosso: 0;
Mato Grosso do Sul: 0;
Minas Gerais: 7,5;
Pará: 0;
Paraíba: 1,0;
Paraná: 3;
Pernambuco: 3,5;
Piauí: 0;
Rio de Janeiro: 5,5;
Rio Grande do Norte: 1,5;
Rio Grande do Sul: 6,0;
Rondônia: 0;
Roraima: 0;
Santa Catarina: 5;
São Paulo: 7,5;
Sergipe: 0,5;
Tocantins: 0

E nas regiões, colocando-se o Distrito Federal no centro-oeste, da seguinte maneira: Norte: 0
Nordeste: 13,5
Sudeste: 20,5
Sul: 13
Centro-Oeste: 7